SEJA BEM VINDO AO NOSSO BLOG !

AQUI É UM ESPAÇO PARA TROCARMOS IDEIAS EDUCATIVAS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS!!

Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 20 de maio de 2010

O que é Seminário

O QUE É UM SEMINÁRIO?

O seminário é uma técnica de aprendizagem que inclui pesquisa, discussão e debate. Ele não é feito somente para o professor, mas essencialmente para a turma de alunos. Ele não é uma leitura de um texto, mas sim uma troca de idéias entre quem apresenta e quem assiste. Geralmente os organizadores apresentam um tema com o apoio de um texto distribuído entre os assistentes e usa o recurso de figuras, mapas, transparências, recortes de revistas ou jornais, vídeos, entre outros.

1. ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO
Ele pode ser individual ou em grupo. Quando em grupo, o assunto é dividido em sub-temas (temas menores) e cada aluno fica responsável por um deles ou todos falam sobre eles. O debate envolve toda a classe, incluindo o professor e as conclusões envolvem a todos.

2. MODALIDADES
a) O grupo escolhe um representante para apresentar e os demais complementam e as discussões envolvem todos os integrantes da classe. Além do GRUPO EXPOSITOR há o GRUPO COMENTADOR, cuja função é a de questionar, criticar e aprofundar a abordagem apresentada pelo grupo expositor.
b) O tema geral é subdividido em subtítulos e formar-se-ão na classe tanto grupos quantos os sub-temas. O professor ou um dos grupos apresenta o tema geral, para uma visão global e depois cada grupo aprofunda a parte que lhe coube, acontecendo o debate e chegando-se às conclusões com o auxílio do professor.

3. OS COMPONENTES DO SEMINÁRIO
a) Coordenador- Geralmente é o professor e é aquele que propõe os temas, indica a bibliografia inicial, estabelece a agenda de trabalho e fixa à duração das sessões, e se necessário, complementa os itens.
b) Organizador- Aparece no seminário de grupo e as tarefas são subdivididas. Marca as reuniões prévias, coordena as pesquisas e pode designar as tarefas para cada componente.
c) Relator- (1 ou mais) Expõe os resultados dos estudos do grupo, porém não é o único a falar em sala de aula.
d) Secretário- É o estudante designado pelo professor para anotar as conclusões finais, após os debates.
e) Comentador- (1 ou mais) Surge quando se deseja um aprofundamento crítico dos trabalhos e é escolhido pelo professor. deve estudar com antecedência o tema a ser apresentado com o intuito de fazer críticas adequadas à exposição, antes da discussão e debates dos demais participantes.
f) Debatedores- São todos os alunos da classe. Participam fazendo perguntas, pedindo esclarecimentos, colocando objeções, reforçando argumentos ou dando alguma contribuição.

4. ETAPAS DO SEMINÁRIO
a) O coordenador propõe o estudo, indica a bibliografia mínima, forma os grupos, escolhe o comentador e o secretário.
b) O grupo formado escolhe o organizador, decide o número de relatores, inicia o trabalho de pesquisa.
c) São realizadas reuniões sob a orientação do organizador para:
- determinação do tema central ("o fio condutor");
- divisão do tema central em tópicos;
- análise do material coletado;
- síntese das idéias dos diferentes autores analisado sob a forma de Introdução (breve exposição do tema central); Desenvolvimento do Conteúdo (explicação, discussão e demonstração), Conclusão (síntese de toda a reflexão) e Bibliografia ou Referências Bibliográficas (de acordo com as normas da ABNT).
d) Concluídos os estudos e pronto o seminário, a classe se reúne sob a orientação do coordenador. O(s) relator(es) em aula apresentam os resultados e devem se utilizar de recursos audiovisuais ou escritos para os assistentes. O comentador, após a exposição, intervém com os subsídios e críticas. A classe participa das discussões e debates, fazendo indagações, reputando ou não informações.
c) O coordenador do seminário faz uma síntese e encaminha para as conclusões finais, fazendo a avaliação do seminário.

5. ROTEIRO DO SEMINÁRIO
Plano- deve expressar as palavras-chaves escolhidas e não se pode confundir o pensamento do autor com os fatos por ele trabalhados.
Introdução- deve ser objetiva e concisa.
Conteúdo- deve ser dividido em unidades, tomando-se o cuidado de não reproduzirem-se os títulos e subtítulos das obras consultadas. As transcrições de texto deverão ser as estritamente necessárias e citadas corretamente, ou seja, entre aspas ("), sem alterações e com a indicação do nome do autor, ano da obra e número da página.
Conclusão- interpretação pessoal e não a repetição da opinião do autor estudado.

6. FORMAS DE AVALIAÇÃO DE UM SEMINÁRIO
Na elaboração de um roteiro, observamos a exatidão, o planejamento equilibrado, com seqüência, à adequação da matéria com o grau de conhecimento da classe, a seleção da matéria em quantidade e qualidade, a exposição oral (controle da turma, voz, vocabulário e relacionamento com a classe) e, a seleção e uso de material didático (uso de quadro negro, ilustrações, texto-resumo para os colegas, etc.).
Bibliografia
LAKATOS, E.M. e MARCONI, M.A. Fundamentos de metodologia científica. 2.ed. São Paulo : Atlas, 1990.

Nenhum comentário:

Postar um comentário